quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Um problema sem fronteiras, mas com saídas


A intimidação de pessoas - chamado "bullying" no termo em inglês - é algo preocupante no mundo real e, com o avanço das tecnologias, migrou há anos para o universo virtual. É de se pensar em estratégias de cuidados junto aos filhos para o uso da internet com segurança, de modo a evitar que 'valentões virtuais' usem o anonimato para provocar danos morais, psicológicos e constrangimento na rede. A melhor ferramenta é o diálogo em casa.

Reproduzo abaixo matéria interessante do portal UOL sobre o tema:

Cyberbullying preocupa 16% dos internautas jovens no Brasil, diz pesquisa

JULIANA CARPANEZ - DO UOL Tecnologia

"A prática do cyberbullying, ou intimidação virtual, representa um dos maiores riscos da internet para 16% dos jovens brasileiros conectados à rede. Isso é o que mostra uma pesquisa realizada em fevereiro de 2010 pela Safernet, ONG de defesa dos direitos humanos na internet, envolvendo 2.160 internautas do país com idades entre 10 e 17 anos.

Esse mesmo estudo indica que 38% dos jovens reconhecem ter um amigo que já foi vítima de cyberbullying – quando sofrem atitudes agressivas, intencionais e repetitivas no universo virtual, vindas de uma pessoa ou de um grupo. Os números mostram, no entanto, que apenas 7% dos entrevistados já ouviram o desabafo de seus amigos sobre a vivência de situações de agressão e humilhação na internet". Leia mais.

Um comentário:

blog da lary disse...

adorei essa postagem adorei msm !! PARABÉNS