segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Adultos reforçam estereótipos de gênero, mostra experimento

Do site da BBC Brasil:

Brinquedos 'de meninos' e 'de meninas': experimento testa como adultos reforçam rótulos

"Os brinquedos exercem um impacto não só na forma como as crianças se veem, mas também em quais habilidades aprendem, passando pelo desenvolvimento de seus cérebros. Alguns psicólogos argumentam que isso ajuda a explicar por que algumas profissões são tão dominadas por homens. Neste sentido, cada vez mais pais e cuidadores dizem agora querer evitar estereótipos de gênero. A BBC fez um experimento com quatro voluntários adultos e duas crianças para testar se estamos condicionados a reforçar esses rótulos". Leia a matéria completa clicando aqui.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Em nova entrevista, Altemar fala da produção de HQs

O ilustrador, editor e professor Altemar Domingos, responsável pela edição do livro "O Saci de Duas Pernas", deu entrevista a um portal especializado no tema da produção de Histórias em Quadrinhos. Ele falou da sua ligação com esse gênero que cresce no Brasil impulsionado pelo sucesso das HQs adaptadas para o cinema. Também falou, claro, como coordenou "O Saci" desde a primeira edição.

Clique aqui para ler o conteúdo diretamente do portal HQs com Café. A ilustração deste texto é uma das criações de Domingos.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

A alfabetização em debate

Matéria do Blog da Alfabetização da Revista Nova Escola destaca os desafios da alfabetização a partir de experiências de professora com dois alunos em diferentes estágios. A seguir, um trecho da matéria, assinada por Mara Mansani:

Dois alunos, duas lições sobre como superar obstáculos na alfabetização

"Já perdi a conta de quantos alunos encontrei nessa minha trajetória na Educação. Ri, chorei, me emocionei com as histórias de vida, estabeleci com cada aluno um elo, um vínculo de afeto.

Lembro-me de muitas dessas histórias que vivi em sala de aula desde a primeira turma, há 31 anos. Essa trajetória renderia um livro com 31 capítulos espetaculares, um para cada ano de magistério. Seriam páginas repletas de passagens alegres e outras nem tanto, mas de muito trabalho e aprendizado. Mas, com certeza, os episódios que mais me marcaram foram com alunos que apresentaram algum tipo de dificuldade".

Aqui, o texto completo.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Jà imaginou um "advogado-robô" que ajuda pessoas?

Do site da BBC Brasil

O advogado-robô que dá apoio jurídico a refugiados

Veja aqui um trecho da reportagem: "Criado pelo britânico Joshua Browder, o serviço DoNotPay foi apelidado de "primeiro advogado-robô do mundo". Trata-se de um chatbot, um programa de computador que conduz diálogos por intermédio de texto ou comandos de voz, que usa o Facebook Messenger para coletar informações sobre um caso de multa de trânsito antes de produzir recomendações e documentos legais. Browder, que tem apenas 20 anos e hoje vive nos EUA, onde estuda na Universidade Stanford, adaptou o software para ajudar imigrantes a preencher a documentação para pedidos de asilo e para obter ajuda dos órgãos públicos".

Clique aqui para ler a reportagem completa.

quarta-feira, 15 de março de 2017

A criação das mulheres negras mantida na obscuridade

Artigo assinado por Ana Maria Gonçalves no site The Intercept Brasil aborda o processo histórico de "obscuridade" quando se trata da produção de mulheres negras no Brasil. A autora explora o processo de 'sumiço' das criações de importantes figuras da história nacional a partir de estudos da pesquisadora Janaína Damaceno Gomes.

A seguir, um trecho do artigo: "Já não me lembro como cheguei à tese “Os Segredos de Virgínia: Estudo de Atitudes Raciais em São Paulo (1945-1955)”, de Janaína Damaceno Gomes. Janaína é professora da Faculdade de Educação da Baixada Fluminense, doutora em Antropologia Social pela USP e Mestre em Educação e Bacharel em Filosofia pela Unicamp. Virgínia foi normalista, educadora sanitária, visitadora psiquiátrica, psicologista, socióloga e psicanalista, desafiando não apenas o lugar que se propunha ou se esperava para uma mulher – principalmente uma mulher negra – na primeira metade do século passado, mas também o pensamento dominante em relação a temas como educação e relações raciais".

Clique aqui e leia o texto completo.

terça-feira, 7 de março de 2017

Um clássico que se renova

Um clássico da animação eternizado pelos estúdios Disney na década de 1990 ganha nova versão com estreia marcada para este mês de março nos cinemas: A Bela e a Fera. A história já teve inúmeras recontagens e adaptações, mas o principal permanece por tratar das 'diferenças' a partir de criaturas que não teriam como se relacionar no universo dito "normal". Aborda o preconceito e a diversidade em linguagem de fácil apreensão por crianças e adultos ao tocar o coração.

O tema musical (abaixo) é interpretado na versão atual pela cantora Ariana Grande e pelo consagrado músico e compositor John Legend. Assista e sinta a magia de volta.